Moçambique: Moçambique pode registar mais de mil óbitos na sequência do Idai

0

O Presidente da República, Filipe Nyusi, falou à nação, esta tarde, tendo dado a conhecer as novas estatísticas sobre o número de mortos causados pelo ciclone Idai. De acordo com informações avançadas pelo PR, são contabilizados até ao momento mais de 84 mortos. No entanto, a situação é ainda mais grave: “Tudo indica que poderemos registar mais de 1000 óbitos”, disse o PR, acrescentando que mais de 100 mil pessoas correm risco de vida.

A Estrada Nacional Número 6 sofreu quatro cortes e a qualquer momento esse número poderá aumentar, isolando por terra as cidades da Beira e Dondo.

“As águas do rio Pungué e Buzi transbordaram, fazendo desaparecer aldeias inteiras e isolando comunidades, e vê-se corpos a flutuar. Um verdadeiro desastre de grandes proporções”, informou Filipe Nyusi, falando à nação a partir da Presidência da República.

O estadista informou ainda que a ponte sobre o Rio Buzi ficou destruída, isolando os distritos de Búzi, Chibabava, Muanza, em Sofala, e o distrito de Mossurize, em Manica, do resto do país.

Nyusi disse que a preocupação do Governo é de salvar vidas humanas, sem acusações nem desculpas. As Forças de Defesa e Segurança estão na Beira com meios marítimos e aéreos para ajudar a salvar vidas.

Para assegurar a rápida assistência humanitária o Governo mobilizou vários meios aéreos.

“Foi igualmente mobilizado um navio cargueiro para seguir ao porto da Beira e contamos ainda com outros apoios que estão a ser mobilizados interna e externamente”, disse o estadista.

O Governo vai realizar, amanhã, na cidade da Beira a IX sessão ordinária do Conselho de Ministros para acompanhar e avaliar a situação no terreno.

Fonte: Jornal “O País”

DEIXE UMA RESPOSTA


Please enter your comment!
Please enter your name here