Angola quer aumentar a presença na OPEP

0

Angola pretende aumentar, nos próximos tempos, o número de quadros na Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), onde conta apenas com um representante num universo de 180 funcionários, segundo o governador do país junto da organização, Estêvão Pedro.

“Angola tem, até ao mo-mento, apenas uma pessoa entre os quadros da OPEP, num universo de 180 funcionários, sendo desafio das nossas autoridades o aumen-to do número de nacionais a trabalhar na organização”, disse à margem do 19º cur-so multidisciplinar que de-corre nas instalações da OPEP, em Viena, Áustria, desde se-gunda-feira.

O 19º curso multidisciplinar da OPEP, que começou nesta segunda-feira, termina sexta-feira e conta com a frequência de técnicos dos 14 países que são membros da organização.
Durante cinco dias, os formandos vão aprender e renovar conceitos sobre a missão, história da organização, seu estado actual, papel na estabilização do mercado petrolífero, declaração de cooperação com os países que não fazem parte da OPEP e os desafios para os próximos anos.

A formação decorre na sede da OPEP, com cinco funcionários do Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos (Mirempet).

Dos 14 membros da organização, estão presentes representantes de Angola, Argélia, Congo, Equador, Guiné-Equatorial, Irão, Emirados Árabes Unidos, Kuwait e Arábia Saudita. Indonésia, Iraque, Venezuela, Líbia e Nigéria não têm nenhum participante no encontro.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA


Please enter your comment!
Please enter your name here