Angola: Banco alemão aplica recursos em Okavango

0

O banco alemão KFW vai investir cerca de dois milhões de euros no lado angolano do projecto transfronteiriço Okavango-Zambeze, na construção da sede do secretariado no município do Cuito Cuanavale, província do Cuando Cubango.

A informação foi avançada na última quarta-feira, na cidade de Menongue, capital do Cuando Cubango, pelo gestor de programas do banco KFW, Nils Meyer, à saída de um encontro com o governador em exercício da província, Bento Francisco Xavier.

O montante, de acordo com gestor de programas do banco KFW, vai servir, também, para a construção de bases operativas para os fiscais, nos parques de Mavinga e Luengue-Luiana.
Em 2015, aquele banco alemão aplicou 1.200 mil euros no projecto, que serviram para a compra de viaturas, telefones, satélites e motorizadas, uniformes para os fiscais ambientais, tendas, lanternas, cadeiras, barcos, mesas e sistema de comunicação de alta frequência, entre outros meios.

O gestor de programas do banco disse que a intervenção do KFW no projecto tem três fases, podendo atingir, na última etapa, em 2020, entre quatro e cinco milhões de euros.
O governador em exercício do Cuando Cubango reconheceu os esforços que têm sido feitos pelo banco em financiar acções do projecto KAZA na componente angolana. Considerou que iniciativas do género têm de ser continuadas para impulsionar o desenvolvimento daquela parte do território nacional.

Angola é o país mais atrasado na implementação do projecto transfronteiriço de conservação Okavango Zambeze (KAZA-ATFC), que junta cinco membros da região, nomeadamente Angola, Zâmbia, Zimbabwe, Botswana e Namíbia.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA


Please enter your comment!
Please enter your name here